21 de fev de 2012

Uma estrela que se apagou no céu.

gui2

por GuiAndroid

Ele se mudou e não sentiu nada, decidiu mudar toda a sua vida, sua rotina e seus hábitos, e ele ainda não sentiu nada. Largou seus amigos para trás e ignorou a falta deles, sobreviveu sem ninguém por vários meses, excluiu de si a necessidade de se ter amigos. Ele sofreu sozinho, ficou doente e pensou que iria morrer, mas ao mesmo tempo era como se ele não sentisse nada, além da dor da doença que o corroia por dentro como cupins em uma madeira velha. Ele não via necessidade em gritar, em chorar, ou sorrir, pois ele já não sentia mais nada. Ele perdeu seu cão, era como se uma extensão de sua alma houvesse desaparecido no infinito do universo, era como se uma estrela do seu céu se apagasse. Mas ele ainda tinha esperanças, porém elas diminuiam a cada dia; ele não demonstrava nada além de comodidade, sua vida desabava diante de seus olhos e ele nada fazia, não reagia, nem se quer chorava ou sorria, apenas se conformava. Não havia ação em suas mãos ou em suas palavras, não havia nenhuma emoção em seu rosto e se havia alguma era forjada para parecer real pois a indiferença incomodava as pessoas ao seu redor, então ele simplesmente fingia. Sem vida, sem amigos, sem amores, sem desejos, sem cão, sem dinheiro e sem hobbies.

Então ele se apegou àquele modo de vida, se apegou àquele sentimento ou seria nenhum sentimento? E seu pior pesadelo se consumou como um fato, ele já não vivia apenas existia. Um pedaço de carne a vagar pela superfície da Terra sem muitos objetivos ou ambições, condenado a apodrecer sem deixar nenhuma lembrança, nenhum marco. Ele era mais um fardo, indiferente, inerte, incapaz e insensível destinado a um futuro incerto e a um fim indiferente dos outros. Infelizmente era a essa a maneira como ele se sentia. Infelizmente é como eu me sinto.

gui 1gui3

“No light, no light in your bright blue eyes/ I never knew daylight could be so violent/ A revelation in the light of day/ You can choose what stays what stays and what fades away” (Florence + The Machine em “No Light, No Light”)

4 comentários:

Anônimo disse...

"Infelizmente é como eu me sinto". Parabéns pelo texto! Me fez derramar algumas lágrimas enquanto lia. :)

Talita Rodrigues. disse...

Nossa, emoção define. Parabéns pelo texto, de verdade! O desenrolar das ideias ficou demais e o desfecho, surpreendente. Muito bom MESMO.:)

Anônimo disse...

"E seu pior pesadelo se consumou como um fato, ela já não vivia apenas existia."
Lindo de verdade, me emocionei e realmente espero que esse texto não seja baseado no que você está sentindo porque ninguém deveria se sentir assim.

Anônimo disse...

Não sei se profundo seria a palavra certa pra descrever oque sinto, é algo que me identifico, gosto, mas ao mesmo tempo fico triste em saber que se sente assim meu amigo, como dizem "o pior sofrimento é aquele de não gostar de ninguém, de não sentir" não sei bem se disse ao certo a frase, mas acho que oque importa mesmo seria a minha intenção de te fazer enxergar que você jamais estará sozinho e cada sorriso proporcionado e momentos vividos sempre serão lembrados, não sei se por muitas pessoas e nem se adianta muito, mas por mim vai meu caro, pois você foi e sempre será uma das melhores pessoas que eu já conheci e das poucas que eu jamais quero esquecer-me e jamais vou. Não sei se adianta muita coisa, talvez nada, mas você fez grande diferença na minha vida e marcou muito. "Não se sinta assim" acho que não seria a palavra apropriada para dizer-lhe agora, então apenas lhe digo "olhe bem,pense bem, será que realmente você está sozinho?"