18 de jun de 2012

Arte: O surrealismo de Giorgio de Chirico.

10 07 Giorgio de Chirico 10 de julho de 1888 a 20 de novembro de 1978

por iJunior
(TwitterTumblr)

Giórgio de Chirico (também conhecido como Népoli)  é um artista grego, nascido em 1888 na cidade de Vólos. É considerado o percursor do Surrealismo e também fez parte de um movimento chamado Pintura metafílistica. Suas obras carregadas de misterio e muitos elementos diversos ou simplesmente um vazio, são chocantes e ao mesmo tempo tocantes. Obras do tipo que de primeira vista já marcam a vida de quem as vê. Com seus cenários quase sempre lembrando um crepúsculo, com sombras pesadas e ao mesmo tempo em um ambiente bem iluminado, algumas obras carregam também consigo uma certa solidão. As figuras utilizadas muitas vezes se repetem de tela-a-tela, e também possuem grande semelhança com suas esculturas. Com cores mais próximas do amarelo e marrom, De Chirico consegue manter sua identidade em todas as obras, que por mais carregadas de elementos, possuem um equilibrio ótimo, que agradará a quem ver. Uma das principais características deste artista é a ausencia de rostos, estes são sempre representados vazios, sem nenhuma expressão, o que nos deixa imaginar o que vier a cabeça no momento. Uma obra em que eu destaco se chama Armonia della Solitudine (Harmonia da Solidão), composta de grande quantidade de figuras geométricas e cores amadeiadas (como muitas de suas obras) e não possui nenhuma pessoa, apenas a solidão harmonizada da forma em que o artista quis representa-la. As suas obras estiveram no MASP em São Paulo ainda esse ano, e com certeza foi marcante pra qualquer um que pôde ver.

giorgio-de-chirico-ettore-e-andromaca

iJunior escreve sobre arte todo dia 17.

1 comentários:

Rony Marques disse...

A arte do meio não é do Chirico, é a capa do jogo "ICO". Ela é uma homenagem ao quadro The Nostalgia of the Infinite.

Muito legal o post, parabéns.