28 de jun de 2012

Depp, Burton e Bonham-Carter estão de volta em “Sombras da Noite”.

image

por GuiAndroid
(TwitterTumblr)

Desde o blockbuster Alice no País das Maravilhas nos perguntávamos quando o trio composto por Johnny Depp, Helena Bonham Carter e seu marido Tim Burton voltariam às telas do cinema para nos maravilhar com seu show de cores e atuações dignas de premiações. Finalmente temos a resposta para essa pergunta, pois no dia 22 deste mês estreou o longa Sombras da Noite, que conta a ilustre participação do exótico e aclamado trio.

Sombras da Noite trata da história do casal Joshua e Naomi Collins, com o filho Barnabas (Johnny Depp), que partem de Liverpool, Inglaterra, em um navio com destino a América para começar uma nova vida. Vinte anos depois, Barnabas se torna um homem bem-sucedido e tem a cidade Collinsport, Maine, aos seus pés; porém ele comete um erro que mudará seu destino para sempre (no mais longo sentido que “para sempre” pode ter), ele parte o coração de Angelique Bouchard (Eva Green), uma bruxa que o lança uma maldição que o transforma em vampiro, sendo assim ela o enterra vivo onde Barnabas é aprisionado até 1972 quando seu túmulo é violado. Dois séculos depois Barnabas ao retornar a sua residência em Collinsport percebe que as coisas mudaram e segue-se então um choque de realidade bastante cômico, também ao reencontrar os remanescentes de sua família, Barnabas percebe que cada um deles possuem seus segredos. Elizabeth Collins Stoddard (Michelle Pfeiffer) contrata a Dra. Julia Hoffman (Helena Bonham Carter) para tratar dos “problemas” que a família Collins vem sofrendo.

Com um elenco bastante experiente e um contexto cinematográfico bastante em voga, Sombras da Noite vem para ser como um dos memoráveis filmes de 2012, resta saber se a recepção do público vai ser tão calorosa assim.

Destaque especial para o figurino impecável de uma das favoritas para o Oscar 2013, Colleen Atwood, que mistura elementos vitorianos e psicodélicos dos anos 70 nos looks vestidos pelos personagens do mais novo sombrio e cômico longa-metragem de Tim Burton.

Nota: Ontem a ilustre diretora e roteirista Nora Ephron faleceu aos 71 anos em Nova York, ela sofria de leucemia e não resistiu a uma pneumonia. Nora foi indicada ao oscar três vezes por melhor roteiro original em Silkwood - O Retrato de uma Coragem (1983), Harry e Sally - Feitos um Para o Outro (1989) e Sintonia de Amor (1993), e dirigiu dois filmes recentes que fizeram grande sucesso, A Feiticeira (2005) e Julie & Julia (2009). Uma perda inestimável para a indústria cinematográfica, que ela descanse em paz.

imageimage

 

 

 

 

 

 

 

 

 

In memoriam: Nora Ephron (1931-2012)

1 comentários:

Luís disse...

Desde 1999, com o lançamento de Sleepy Hollow, tenho a impressão de que Burton e Depp - mais recentemente, Carter também - só produzem mais do mesmo e acho que esse filme é a mesma coisa. Eventualmente o verei, mas não será com anseio nem por vontade.