16 de set de 2012

Hit EnQuadrado: “Everybody Talks”, Neon Trees.

neon

Vértice 1: As Influências

Essencial para entender “Everybody Talks” é a influência do power pop. Apesar do nome, o gênero tem bem mais a ver com a história do rock e do blues do que com a do pop. A denominação nasceu da boca de Pete Townhend, guitarrista do The Who, para se referir ao tipo de música que sua banda tocava. De fato, a banda da clássica "Who Are You?" (entre outras tantas), é considerada uma das progenitoras do power pop.

Inspirados pelos Beatles, pela primeira fase dos Beach Boys e pelas batidas do R&B, os ingleses liderados por Townshend lançaram uma série de canções que são consideradas as primeiras do power pop após a cunhagem da denominação, entre elas a seminal "The Kids Are Alright", de 1966. No entanto, retrospectivamente, é reconhecido que os próprios rapazes de Liverpool fizeram o que viria a ser conhecido por esse termo, especialmente em "She Loves You" e "I Wanna Hold Your Hand". As características reconhecidas do gênero são a ênfase na melodia e nas harmonias vocais dos corais, além de riffs de guitarra destacados e a influência decisiva do blues e do rockabilly nas composições. Como o escritor John Borack notou, “não é difícil traçar uma linha reta entre o rock de garagem e o power pop”.

O auge de popularidade veio nos anos 70 e 80, a começar pelo hit "No Matter What", do Badfinger. "Go All The Way", do The Raspberries, e "Surrender", do Cheap Trick, são outros exemplos de sucessos dessa primeira década mainstream do power pop. Já entre o final da década 70 e começo da 80, dois grandes hits marcaram a passagem do auge para a decadência do primeiro boom do gênero: "My Sharona", do The Knack, e "What I Like About You", do The Romantics. Arquivando sucesso modesto após esse primeiro pico de popularidade, o power pop voltou a surgir no topo das paradas com o Weezer e seu hit "Buddy Holly", um resgate das características do gênero e das influências do rockabilly. Outras bandas lembradas como resgatadoras do gênero são o The Cardigans, que emplacou, entre outras, "My Favourite Game", e o OK Go, que se tornou o responsável pela última aparição mainstream do gênero, com "Here it Goes Again", antes do Neon Trees.

Vértice 2: A Canção

Com menos de três minutos de duração, vocais filtrados e guitarra rítimica que não nega as influências do Neon Trees, “Everybody Talks” é uma peça realmente contagiante. O ritmo é ditado por uma bateria constante, e os corais entram no final da canção para lhe dar o clímax, no último refrão. Escrita em Ré maior, um tom que se localiza entre o típico e o inusitado nas composições pop, a canção tem uma sequencia de acordes bastante simples, com apenas uma variação entre os versos e o refrão. Não há nada complexo aqui, mas a fórmula funciona às mil maravilhas.

Vértice 3: O Artista

O Neon Trees vem do coração dos EUA, da pequena cidade Provo, no Utah, tendo se destacado após abrir uma série de apresentações da turnê do The Killers em 2008. Assinados com a Mercury Records e com o primeiro álbum lançado, Habits, em 2010, a banda emplacou o single "Animal" na 13ª posição do Billboard Hot 100. Os garotos,todos membros da igreja mórmon, e especialmente os membros-fundadores Tyler Glenn e Chris Allen, já eram bastante conhecidos na cena musical de seu estado quando a banda se viu fazendo show da abertura para o Killers, o 30 Seconds to Mars e o Panic! At The Disco, em 2010.

Picture Show é o nome do aguardado segundo álbum do quarteto formado por Glenn, Allen, Brendan Campbell e Elaine Bradley. “Everybody Talks” estreia exclusiva para o site da Rolling Stone, e atualmente os americanos estão se preparando para uma turnê ao lado de The Offspring e Dead Sara. O single sucessor de “Talks” é "Lessons in Love (All Day, All Night)", parcecia com o DJ e produtor Kaskade.

Vértice 4: O Impacto

Disponível para download digital desde dezembro passado e com clipe lançado em Março, “Everybody Talks” fez uma lenta escalada na parada da Billboard, alcançando seu pico (6ª posição, a mesma alcançada por “The Edge of Glory”, de Lady Gaga, para efeitos de comparação) na vigésima quinta semana de classificação. Atualmente, a canção está classificada na 5ª posição da parada Pop Songs, e na 2ª colocação da Adult Pop Songs. O single de “Everybody Talks” vendeu mais de um milhão de downloads apenas em solo americano, se tornando a segunda canção da banda a ser certificada platinum.

0 comentários: