1 de fev de 2013

Anahí aposta nas baladas com o novo single “Absurda”

143329516

por Gabryel Previtale
(TwitterTumblr)

A cantora mexicana Anahí, ex-integrante do grupo RBD e queridinha pelo mundo todo lança seu mais novo single intitulado “Absurda”, sendo pelo menos uma dos poucos que conseguiu reconhecimento solo depois do fim do grupo. A canção foi muito esperada pelos fãs e mídia marcando a volta e o começo de uma nova era musical para a artista. Percebemos isso já pelas fotos promocionais da nova música, onde apesar do forte e pesado tratamento em edição de fotos em cima do rosto de Anahí, da para se notar que ela está mais séria e se adequando e talvez aceitando a idade que tem, onde antes esbanjava um ritmo jovial em seus trabalhos com muita energia, canções com toques eletrônicos (o que não foi ruim, pelo contrário), porém agora a mexicana aparece apostando em ritmos de baladas e em fotos preto e branco trazendo um ar mais sério e reflexivo ao seu novo CD.

Passada a fase “Mi Delírio” e ouvindo a nova canção percebemos que ela vem mais adulta, não é uma música animada, longe disso, ela trata de dor e angústia. A letra não tão poética, mas conta com pontos fortes como a melodia que é intensa como “Salvame” e o vocal de Anahí, que melhorou demais em questão de afinação, e arranjos (não percebi muito a presença de apoio vocal ao fundo, o que fez a voz de Anahí o foco). Conseguiu um ótimo trabalho, não sei se foi assim mesmo ou estúdio deu uma “mãozinha” na edição do single. Sobre o instrumental a bateria bem típica de baladas, um teclado às vezes e guitarra só pra não ficar muito seco. Em suma, é corajoso da parte dela lançar uma música lenta como single, mas a meu ver é até melhor do que o esperado. Seria legal se ela lançasse uma versão acústica, acho que daria pra fazer uma faixa bem interessante também.

Ela já mencionou outras vezes em twitcam que essa nova canção significa muito para ela e seria como um 2º “Salvame”, grande sucesso da artista nos tempos da antiga banda. “Absurda” é de autoria da própria Anahí em parceria com o cantor Noel Schajris e a compositora Claudia Brant. Anahí, que explicou a demora do álbum completo junto do seu empresário Guillermo Rosas, diz que não seria um momento bom para lançar todo o CD agora que a EMI está se fundindo a Universal: poderia atrapalhar a divulgação do trabalho, e também sua linha de cosméticos e sua fundação contribuíram para a procrastinação do trabalho.

0 comentários: