30 de mar de 2013

Review: Doctor Who, 07x07–The Bells of Saint John

the-balls-of-st-john-1

por Andreas Lieber
(Tumblr)

ATENÇÃO: esse review contem spoilers

Doctor Who voltou! Depois do heartbreaking mid-season finale com o adeus aos Pond e dois episódios de mistério a cerca da nova companion, Clara Oswald, o último alienígena de Gallifrey volta às telas da BBC para combater ninguém mais, ninguém menos do que o próprio wi-fi. Escondido em uma caverna do século XIII, o Doctor recebe uma estranha ligação em sua Tardis de Clara Oswald com problemas na internet. Ela, obviamente, não lembra de nada de suas aventuras passadas com o Doctor, e ele só a reconhece quando ela sussurra "Run, you clever boy. And remember.”.

Acontece que a partir daí é só downhill, ou uphill (já que o Doctor dá uma de Ethan Hunt e sobe um prédio na vertical… de moto!), e descobrimos que um alienígena não identificado está controlando uma parcela da população para que um programa que hackeia as pessoas e as jogam em um sistema online através do wi-fi consuma suas mentes, o que é justamente o que acontece com Clara. Enquanto o Doctor tenta restaurar sua mente, a nova companion acaba por se tornar um gênio da computação e é ela, dessa vez, que faz grande parte do trabalho na salvação mundial.

Em um episódio repleto de referências à temporadas e Doctors passados, como quando Clara vê um livro escrito por Amelia Williams (we miss you already, Amy!) e pergunta ao garoto em que capítulo ele está, recebendo como resposta um “Dez”, ri e diz “Eleven is the best! You’ll cry your eyes out!”, conseguimos matar a saudade do Doctor e suas aventuras loucas pela Terra. Mostrando um décimo primeiro Doctor bem mais tranquilo e menos carregado pelo afastamento/morte de seus companions anteriores, Matt Smith se despede do papel nessa temporada, embora torçamos para que Jenna-Louise Coleman continue, sua personagem (a terceira das Claras) foi tão cativante e impressionante quanto sua atuação brilhantemente charmosa.

Algumas coisas pareceram discrepantes com a personalidade do Doctor, como estacionar a Tardis em uma praça movimentada em pleno centro de Londres durante o dia e seu aparentemente rápido esquecimento dos Pond, mas isso pode ser explicado pela urgência em salvar o mundo e pela sua fascinação com essa companion que ele já conheceu em três timelines diferentes. O retorno da série mostrou que algo especial e mágico está guardado para o final, e que Matt fará uma saída triunfante. E em uma sidenote: David Tennant (10º Doctor) e Billie Piper (Rose) foram confirmados para o especial de 50 anos de Doctor Who (yay? YAY!).

4,5/5(*****)

dest-bells-of-st-john

Próximo Doctor Who: 08x07 - The Rings of Akhaten (06/04)

0 comentários: