16 de abr de 2013

Review: Bates Motel, 01x05 – Ocean View

bates-motel-season-1-episode-5-ocean-view-1

por Caio Coletti
(TwitterTumblr)

ATENÇÃO: esse review contem spoilers!

“Ocean View” é um episódio construído sob medida para nos lembrar, depois dos sérios problemas de “Trust Me”, o porquê Bates Motel é uma série tão promissora. Para começar a discussão: o comando do roteiro essa semana está nas mãos de Jeff Wadlow, do vindouro Kick-Ass 2, que assinou também “What’s Wrong With Norman", epipsódio que elencava como o melhor da temporada até agora. Esse é um homem que Bates Motel precisa manter por perto, ao que parece, porque ele parece entender mais completamente os personagens e os temas em jogo aqui do que qualquer outro roteirista que esteve na série até agora.

O episódio resolve o cliffhanger da semana passada com elegância: um par de cenas de Norma na cadeia, especialmente feitas para delinear seu relacionamento com Norman e com o Deputy Shelby; o conflito de Norman entre a culpa de ter deixado a mãe sozinha na noite de sua prisão e os argumentos do irmão Dylan quanto a “estar na hora de deixar o ninho”. A moça sai da prisão rapidamente, mas esse é apenas o começo do conflito que, de forma inteligente, Wadlow desenha: as manipulações e demandas por atenção de Norma se voltam contra o filho em uma cena magistral entre Farmiga e Highmore dentro do carro. Ainda ameaçada de prisão definitiva, ela precisa procurar ajuda de um advogado, embora se recuse a admitir o crime na Corte.

Paralelamente, Dylan encara a prisão da mãe como uma oportunidade para tentar conseguir um lugar para morar sozinho (e, claro, planeja convencer Norman a segui-lo). O momento de ruptura nessa narrativa é o mais chocante: após receber o dinheiro de um colega de “trabalho” – o irmão de Norman se tornou vigia de uma plantação de drogas –, Dylan presencia o mesmo sendo baleado. Essa storyline termina em suspenso, assim como a entre Norman e Emma (Olivia Cooke está cada vez melhor), que descobrem a garota antes escondida no porão do Deputy Shelby em um barco pertencente ao falecido Keth Summers. Ao deparar com os dois acolhendo a garota no motel, Norma mostra uma foto de Shelby para ela, que confirma ser esse o homem que a maltratava.

“Ocean View” é uma narrativa afinadíssima sobre as escolhas que fazemos e as pessoas que entretemos em nossa vida. Farmiga está de volta a sua sutil grandiosidade que a fez tão espetacular nesse começo de temporada, Highmore continua em perfeita sincronia com o papel, e até Max Thierrot mostra saber como se identificar com o espectador. E assim, no passe da mágica da ponta do lápis de um roteirista competente, Bates Motel já pode voltar a ser uma das séries mais instigantes e compulsivas da temporada.

***** (4,5/5)

Próximo Bates Motel: 01x06 – The Truth (22/04)

0 comentários: