19 de abr de 2013

Review: Hannibal, 01x03–Potage

hannibal-hugh-dancy-mads-mikkelsen-episode-3-potage-nbc

por Andreas Lieber
(Tumblr)

ATENÇÃO: esse review contem spoilers!

Correndo o risco de ficar repetitivo, começo outra review de Hannibal com o significado do nome do episódio: Potage. Do francês, potage é um tipo de prato servido quente, podendo ser uma sopa, um mingau ou um cozido, que geralmente leva vegetais e carne, apresentando uma textura mais consistente. Depois do apéritif e amuse-bouche, o potage dessa semana em Hannibal tem exatamente esse fim: dar uma “engrossada” na trama e nos mostrar as repercussões de nossas ações na vida das pessoas ao nosso redor e, inclusive, na nossa própria vida.

Em um episódio sem caso policial novo, a série mostra que a vida de Will ainda está longe de retornar ao trilhos controlados (ao máximo possível) que era antes. Mas só porque não tivemos um assasinato novo e brutal essa semana, não significa que vamos esquecer dos que já aconteceram. Quando Abigail Hobbs acorda de seu coma, Will se vê em confronto com suas memória do ocorrido na casa dos Hobbs e de como suas ações irão afetar a vida da moça, agora que ela está consciente de estar orfã. Com a progressão do episódio, temos uma discordância de opiniões quanto a abordagem do caso entre a Dr. Bloom e o Dr. Lecter; com Jack tendo suas opiniões formadas a favor de Hannibal, Abigail volta à sua casa, o que se mostrará um erro… ou não.

Em um episódio com algumas falhas de plot bem visíveis, mas que não afetam a dinâmica da história e nem a dos personagens, Hannibal nos mostra a frágil teia de consequências que se forma após nossas ações e trata dos pesadelos e do peso que uma pessoa carrega ao matar outra. Mais uma vez, um prêmio de atuação para todos na série, com uma ênfase em Caroline Dhavernas, que começou a mostrar seu potencial com uma crescente formação da personalidade da Dr. Alana Bloom, e em Lara Jean Chorostecki, que interpreta a jornalista Freddie, de personalidade já formada… uma extremamente ágil e perpicaz. Embora no começo, Hannibal precisava de um episódio assim, sem um caso semanal, para poder explorar a essência de seus personagens mais a fundo e mostrar como eles lidam não somente com as coisas do presente, mas com as que já passaram também.

Cada vez mais nos levando a acreditar que o assassino Copy Cat seja o próprio Dr. Lecter, em Potage temos um Hannibal extremamente deliciado e orgulhoso das deduções de Will e uma Abigail (excelente atuação da moça Kacey Rohl também) um tanto manipuladora e dissimulada, o que nos faz pensar se ela ainda não  terá um papel maior nessa temporada. Hannibal nos entrega um episódio importante do ponto de vista psicológico, mas aos aficionados em sangue e gore, não se preocupem: o próximo vem recheado.

4,5/5(*****)

NUP_152562_0941.JPG

Próximo Hannibal: 02x04 – Coquilles (25/04)

0 comentários: