26 de abr de 2013

Review: Hannibal, 01x04–Coquilles

coquilles

por Andreas Lieber
(Tumblr)

ATENÇÃO: esse review contem spoilers!

Agora sim, o quarto episódio de Hannibal! Coquilles, do francês, é um prato feito com frutos do mar ou frango, servido dentro de uma concha de vieira (um molusco parecido com a ostra), acompanhado de molho. E ora, se o ex-quinto episódio, agora quarto, de Hannibal, “Coquilles”, não tem esse mesmo elemento surpresa por dentro! Após o websode, que explicou rapidamente as relações pessoais entre os personagens e nos apresentou Bella, a esposa de Jack, na trama um tanto quanto macabra dessa semana somos introduzidos um pouco mais a fundo na mente conturbada de Will e lembramos de como nossas ações afetam as pessoas ao nosso redor.

Em talvez um dos mais macabros e horríveis casos até agora, Will e Jack enfrentam um assassino que mata suas vítimas transformando-as em anjos: um grande corte nas costas é o princípio, e então elas são encontradas com a pele esticada e presas pra cima, formando asas. Ainda sustentando sua característica mais marcante, Hannibal nos lembra que, acima de tudo, ela é uma obra de arte. Cenas angustiantes dos corpos-anjos se tornam visualmente lindas e pitorescas, de um jeito grotesco mas interessante.

Mesmo com esse plot intrigante, “Coquilles” ainda é um episódio focado nos personagens da série. Aliada a descoberta da equipe de que o assassino havia perdido a razão após ter sido diagnosticado com um câncer terminal, descobrimos que Bella (Gina Torres, que, por acaso, é a esposa de Laurence Fishburne) também foi diagnosticada com um câncer de pulmão estágio quatro, o qual ela mantinha em segredo. Enquanto o caso da semana se auto-resolve, mergulhamos de cabeça nos problemas que Will enfrenta em decorrência dos casos, mesmo os após Hobbs. Como Beverly ressalta em um altura, ao perguntar se Will está bem: "None of us can possibly be okay doing what we do.”.

A forma como as trevas e os demônios do trabalho deles é retratada na série é mais um lembrete do porquê a escrita de Hannibal é uma das mais promissoras em tempos. Foi interessante, em especial, ver um Hannibal esforçado em afastar Will de Jack, e uma lembraça de que Will, apesar de tudo, ainda é uma alma compassiva.

Mais uma vez, palavras não descrevem a excelência da atuação do elenco, com uma nota especial para a conversa entre Jack e Bella ao final do episódio; apenas atores realmente casados na vida real conseguiriam aquele grau de intimidade, mesmo encenando uma conversa que todos desejam nunca ter. Hannibal chegou a um ponto em que seus personagens estão a mais de meio caminho andando com suas personalidades, mantendo em segredo apenas a de Hannibal, é claro, e terá que tomar um cuidado especial para não cair em “mesmices”. Já que o “assassinato da semana” serve apenas como um background macabro para a série, as cordas psicológicas de suas marionetes devem ser extremamente bem controladas. E ah, quem não teve uma crise de risos ao ver o Dr. Lecter dando umas fungadelas em Will, huh?

4/5(****)

HANNIBAL-COQUILLES

Próximo Hannibal: 01x05 – Sorbet (02/05)

0 comentários: