11 de abr de 2013

Review: Suburgatory, 02x20 – Go, Gamblers!

suburgatory-season-2-go-gamblers4

por Caio Coletti
(TwitterTumblr)

ATENÇÃO: esse review contem spoilers!

“Go, Gamblers” é provavelmente o episódio mais Suburgatory de Suburgatory que temos desde o holiday break, lá em Dezembro. O roteiro, assinado por Matt Ward, na terceira colaboração com a série (todas nessa segunda temporada) resgata um sentimento agridoce que sempre fez parte do melhor que a série tem a oferecer. “Go, Gamblers” é um episódio que tem falar isoladas hilárias de Dallas, Ryan, Fred e Sheila, mas é também um episódio cheio de momentos dramáticos fortes e definitivos. É claro, estamos em final de temporada, e esses momentos vem mais naturalmente.

O episódio abarca duas decisões que correm paralelas, mas são igualmente importantes para o vindouro finale: Ryan está prestes a decidir por qual faculdade vai optar (como astro do futebol, ele tem muitas escolhas – e o “anúncio” de sua decisão é tratado como coletiva de imprensa na escola), e o dilema fica entre uma universidade perto de Chatswin, onde ele poderá visitar Tessa, e uma na Flórida, na qual ele sempre sonhou em jogar (e “ter um crocodilo de estimação”, é claro). No segundo lado da trama, George sugere a Dallas que eles passem a morar juntos, mas seus argumentos são mais práticos (“we have two netflix accounts. What are we, Jay Z and Beyoncé?”) do que românticos.

A trama de Tessa habilmente se entrelaça a storyline corrente de que Dalia, sentida pelo fato da moça ter descoberto seu suposto lesbianismo (ou ao menos seu envolvimento com uma garota a algum tempo atrás), quer se vingar, e o desenrolar da trama acaba desaguando no término do relacionamento de Tessa e Ryan. Filmada brilhantemente com a câmera focada em Tessa, a cena do término é um daqueles momentos sutis em que Suburgatory deixa passar um pouco de realidade pelo seu filtro de comédia cartunesca. E a atuação de Jane Levy nunca foi tão boa quanto aqui.

A storyline envolvendo George e Dallas se desenrola como o esperado, o que continua sendo, como sempre, um doce. Especialmente porque Cheryl Hines não se cansa de mostrar que é uma das figuras mais cativantes na TV americana atualmente. O episódio tambem toca delicadamente na questão da mãe de Tessa, com George tendo que limpar seu sótão e encontrando coisas da moça ainda por lá. A forma como o roteiro lida com essa questão é elegante e deixa claro que Allison é assunto fechado na família Altman. Se tudo isso não bastasse, “Go, Gamblers” ainda acha tempo de encaixar uma participação hilária de Carmen Electra.

A cena final do episódio dá o gancho para os próximos dois, que fecharão a temporada. O conflito Tessa/Dalia vai, aparentemente, ocupar esses 40 minutos finais do ano de Suburgatory. A gente espera ansiosamente.

***** (4,5/5)

Suburgatory-Season-2-Episode-20-Go-Gamblers-02-550x366

Próximo Suburgatory: 02x21 – Apocalypse Meow (17/04)

0 comentários: