19 de mai de 2013

Cannes 2013: Dia 04 – Irmãos Coen e o cinema holandês

1368980572000-AP-France-Cannes-Inside-Llewyn-Davis-Photo-Call-1305191239_4_3_rx404_c534x401Oscar Isaac, Carey Mulligan e Justin Timberlake, protagonistas de Inside Llewyn Davis

por Caio Coletti

Um dos filmes mais esperados por antecipação em Cannes, Inside Llewyn Davis não deixou as expectativas por menos e arrebatou o público do festival na sua exibição no quarto dia de festa. Os elogios foram direcionados principalmente ao trabalho sempre afinado dos Irmãos Coen, e a atuação do protagonista Oscar Isaac. O ator é um promissor futuro astro, que acumulou papéis coadjuvantes em filmes como Sucker Punch e Drive e foi presentado pelos Coen com seu primeiro protagonista. Os rumores de que o prêmio de Melhor Ator do Festival pode ir para ele comprovam que não foi um tiro no escuro dos cineastas, que descreveram Inside Llewyn Davis como “uma história de lealdade à música”.

Mais famosos que o companheiro de elenco celebrado, Carey Mulligan e Justin Timberlake foram o centro das atenções da imprensa na coletiva da equipe do filme. Ele, que acabou de lançar o primeiro álbum em sete anos, declarou-se fascinado em flertar com a música folk retratada no filme. A trama acompanha o personagem título (Isaac), um genial músico folk que se vê no fundo do poço: a ex-namorada (Mulligan) tem um grupo de sucesso com o atual namorado (Timberlake), o dono da gravadora que lançou seu único disco não quer lhe dar um centavo e ele dorme de favor na casa de amigos. Planejado para Dezembro nos EUA, Inside Llewyn Davis é provavelmente a primeira aposta segura para o Oscar 2014.

628x471O diretor holandês Alex van Warmerdam na coletiva de imprensa de Borgman

Com oito filmes lançados nos últimos 28 anos, o bissexto cineasta holandês Alex van Warmerdam concorre pela primeira vez a Palma de Ouro em Cannes com o seu sombrio e estranhamente engraçado Borgman. A obra, que retrata a intrusão de um estranho (o personagem título) com intenções possivelmente malignas na vida cotidiana de uma família, conquistou o público de Cannes pelo estranho clima de suspense misturado com o mordaz bom-humor pelo qual o cineasta é conhecido. “Eu quis explorar um aspecto desconhecido e sombrio da minha imaginação e ver o que eu poderia encontrar”, disse Warmerdam, que também atua no filme como um amigo do invasor Borgman, interpretado por um barbado Jan Bijvoet.

0 comentários: