17 de mai de 2013

Review: Hannibal, 01x08 – Fromage

Hannibal-Episode-1-08-Fromage-hannibal-tv-series-34333559-3000-1996

por Andreas Lieber

ATENÇÃO: esse review contem spoilers!

Em toda série sempre há aquele episódio em que a história explode e vira um marco para o plot completo da temporada – ou como dizem em inglês, é quando “sh*t goes down!”. Desde o brilhante sexto episódio, “Entrée”, Hannibal vem construindo essa história com momentos de tensão e pontas de histórias sendo amarradas aqui, desamarradas ali. Hoje, finalmente, em “Fromage”, o oitavo episódio da série, esse plot tomou proporções de ápice e apresentou uma evolução surpreendente. Fromage, no francês, é um tipo de creme feito com queijo – algo como o recheio para creamcheese – que pode ser servido sozinho, com mel ou ainda ser uma cobertura para alguns tipos de sobremesas.

Em “Fromage” temos a continuação das interações entre o Dr. Lecter e seu paciente Franklin, enquanto somos apresentados mais a fundo a Tobias, o amigo de Franklin que conhecemos em “Sorbet”. Com um roteiro brilhante, descobrimos que Tobias é o próprio caso da semana, ao matar um membro da orquestra de Baltimore, removendo seus intestinos para fazer cordas para instrumentos de corda e inserindo um em sua boca, afim de tocar suas cordas vocais. A série, inclusive, atingiu um incrível novo nível do senso de bizarro em suas cenas ao mostrar Will fazendo exatamente isso: tocando um “violino humano”, onde as cordas são as próprias cordas vocais na garganta da pessoa.

maxresdefault

No outro lado da trama, temos Will, que começa a escutar estranhos barulhos de animais inexistentes em sofrimento e pede ajuda à Alana. Durante suas procuras juntas, os dois acabam por beijarem-se –  e um viva para o ship da série!. O beijo, no entanto, não leva à lugar nenhum, uma vez que os dois admitem que não seriam bons um para o outro. Enquanto as histórias se entrelaçam e descobrimos que Tobias apenas utilizava Franklin para chamar a atenção de Hannibal, vemos esse último em mais uma de suas sensacionais sessões com a Dra. Bedelia, onde nos aprofundamos mais na personagem. Ela parou de praticar a profissão ao ser atacada por um paciente (e, insinua-se, matá-lo durante o ataque).

Com Tobias atrás de Hannibal a procura de um amigo e Hannibal finalmente admitindo que vê em Will a possibilidade única de um, já que o último, apesar de ver o mundo de forma diferente, consegue colocar-se na pele do canibal. Mais uma vez atingimos o clímax máximo do episódio após uma tentativa de Tobias de matar Will, correndo em seguida para o consultório de Hannibal, em plena sessão com Franklin. Em uma falha tentativa de análise por parte de Franklin, Hannibal finalmente o mata e se engaja em uma luta – sim, corporal, física, de murros, chutes e porradas! O próprio Dr. Hannibal Lecter, minha gente! – com Tobias, que acaba com Hannibal machucado, furado e cortado, mas vivo. Enquanto isso, Tobias está com o braço, e o crânio, quebrados no chão.

Hannibal mostrou mais uma vez a sua capacidade de transformar cenas horripilantes em belos trabalhos de arte, vide o homem-violino e Tobias fazendo cordas a partir de intestinos. Aproximando-se aos poucos de seu season finale e enfrentando ameaças de cancelamento, a série chega a um ponto da história em que cada episódio será mais frenético e eletrizante do que o outro. Todos as cartas estão na mesa: um amor errante entre Will e Alana; um Hannibal criando vínculos enquanto temos Will e Jack irrequietos com o sentimento de “algo errado”; uma Dra. Bedelia se tornando mais importante com uma história que se assemelha com a atual de Hannibal e, acima de tudo, um sentimento de encaminhamento da história.

5/5(*****)

hann21

Próximo Hannibal: 01x09, Trou Normand (23/05)

0 comentários: