23 de jul de 2013

Review: Under The Dome, 01x05 – Blue on Blue

10331301487bjpg-50f8f8_640w

ATENÇÃO: esse review contem spoilers!

Under the Dome está de volta aos negócios com “Blue on Blue”, quinto episódio da temporada de estreia. A mão firme do developer Brian K. Vaughan deu a série, até agora, um primeiro ano equilibrado como o de uma veterana, e isso só começa a ficar claro aqui, em um episódio que joga com riscos altos e coloca os personagens em posições que avançam a mitologia da série e as tramas pessoais nela envolvidas. Esse tipo de narrativa deixa muito peso nas virtudes e fraquezas dos personagens, e ainda que “Blue on Blue” nem sempre seja tocante, o envolvimento do espectador com as histórias dos residentes de Chester’s Mill é testamento de um bom trabalho de roteiro nas últimas quatro semanas.

A linha-mestra do episódio é o “dia das visitas” instituido pelos militares: membros da família e amigos dos residentes da cidade, que ficaram do lado de fora do domo, são levados até a barreira para falar com seus entes queridos. A subtrama que melhor funciona, como sempre, envolve Linda se reencontrando com o namorado bombeiro, e tendo que contá-lo sobre a morte do irmão, o policial acertado por um tiro ricocheteado no domo no episódio 2. Natalie Martinez está (e tem estado) formidável, aproveitando a profundidade que o roteiro dá a Linda e arquivando uma performance carismática e forte.

A segunda storyline mais envolvente continua sendo a de Joe e Norrie, que parecem ser os únicos curiosos o bastante quanto ao domo para realmente tentarem decifrar algo sobre ele. Ainda mais do que isso, o casal formado por Colin Ford e Mackenzie Lintz é talvez o único que tenha alguma química palpável em toda a série, e “Blue on Blue” é um bom episódio para quem está considerando shippar os dois adolescentes mais sensatos de Chester’s Mill. Apesar dos bons esforços de roteiro, Rachelle Lefevre e Mike Vogel continuam sendo melhores separados do que juntos, tendo em vista a falta de química apesar das ótimas performances de ambos.

Tudo se torna mais intenso em “Blue on Blue” quando os residentes da cidade descobrem que o exército planeja atirar uma bomba poderosíssima no domo, esperando destruí-lo (e sem se preocupar com o fato de que isso destruiria também tudo que está dentro dele). Angie é libertada por Big Jim, mais tarde encontrada por Junior, e as coisas ficam em suspenso nesse lado da trama, num episódio que é melhor para Dean Norris do que para Alexander Koch ou Britt Robertson. E dizemos adeus ao reverendo de Ned Bellamy, ceifado por Big Jim ao ameaçar expor todos seus segredos para a população de Chester’s Mill. Ah, e o domo continua lá depois do impacto do míssil, indestrutível. Seguindo a regra que estabeleceu logo no começo, Under The Dome usa a barreira prendendo os cidadãos mais como um catalisador de transformações do que como uma origem de tribulações.

**** (4/5)

UNDER THE DOME

Próximo Under The Dome: 01x06 – The Endless Thirst (29/07)

Caio

0 comentários: