6 de ago de 2013

Review: The Newsroom, 02x04 – Unintended Consequences

image

ATENÇÃO: esse review contem spoilers!

Um mérito é preciso dar às críticas impiedosas que a primeira temporada de The Newsroom recebeu por boa parte da imprensa especializada: Aaron Sorkin escutou o que elas tinham a dizer e tirou delas os melhores conselhos, ignorando as objeções mais sem sentido (quanto ao idealismo que é fundamento do programa, por exemplo). Caso simbólico é o da personagem Maggie Jordan que, como boa parte das mulheres em The Newsroom, se mostrou mais madura nesse segundo ano da série e foi direcionada a storylines que equilibravam os pesos da balança entre acessório cômico-romântico e personagem a ser levada a sério.

“Unintended Consequences” finalmente nos deixa saber que evento traumático na África fez Maggie retornar tranformada como a vimos no início do episódio piloto, e embora a encenação de The Newsroom não seja a mais envolvente, o roteiro é redondinho e Allison Pill mostra que é uma atriz a altura de diferenciar essas duas fases da personagem com maestria. No final do episódio, é o desempenho da atriz nas cenas em que conta o acontecido para a advogada Marcia Gay Harden (cada vez melhor) que torna a história de Maggie convincente e até (pasmem!) comovente de verdade.

Sorkin encontra uma boa razão para isso ser relevante, também: meses depois de voltar da África, Maggie conduziu uma entrevista com um general que supostamente tomou parte na tal Operação Genoa, e há algumas dúvidas sobre a sanidade mental da moça poder ter causado uma discrepância entre o dito pelo general e o que foi editorado no News Night. Por falar em Genoa, a narrativa desse episódio em parte gira em torno da movimentação da história, embora os nossos protagonistas sejam salvos por um deus ex machina na pele da representante do Occupy Wall Street Shelley, que diz conhecer uma fonte importante para a matéria.

A subtrama estrelada por Shelley poderia render uma boa dose de polêmica e discussão política, mas basta dizer que Sorkin parece estar se dando conta de que suas próprias visões (encarnadas como sempre em Will, que destrói Shelley em uma entrevista) podem ser um pouco preconceituosas. The Newsroom caminha, surpreendentemente, à margem da ambiguidade moral, e isso é outra lição que Sorkin tirou das críticas que recebeu no ano passado. A cada semana, sua série se torna mais refinada.

**** (4/5)

Esq-080513-The-Newsroom

Próximo The Newsroom: 02x05 – News Night with Will McAvoy (11/08)

Caio

0 comentários: