7 de ago de 2013

Review: Under The Dome, 01x07 – Imperfect Circles

under-the-dome-imperfect-circles

ATENÇÃO: esse review contem spoilers!

Como este que vos fala fez questão de frisar logo na primeira semana da série, Under The Dome tem muito a ver com Lost. Brian K. Vaughan atua como developer aqui, mas essa é só a primeira ligação entre entre as duas séries: “Imperfect Circles” é um episódio fundamental para a mitologia de Under The Dome, e o caminho escolhido por Vaughan e companhia se mostra perigosamente próximo do tomado pela série dos perdidos. Claro, essa escolha vem com todos os benefícios que ela trouxe para Lost, mas vai ser difícil engolir um clone deliberado que substitui a ilha por Chester’s Mill. A esperança é que as semelhanças não sejam tantas quanto esse episódio deixa transparecer.

“Impefect Circles” abre com o casal favorito de todo mundo, Joe e Norrie, tentando reestabelecer a estranha conexão que ambos parecem ter com o domo, demonstrada no episódio passado. Sem tanto sucesso, eles acabam chegando a conclusão que se for de fato uma esfera (em um episódio passado vemos Junior em túneis subterrâneos de Chester’s, e o domo se estende até lá), a redoma deve ter um núcleo, como um átomo. Como Joe é o único indivíduo que teve curiosidade o bastante para mapear a coisa, ele e Norrie vão em busca do ponto central, no coração da floresta de Chester’s Mill. Lá, eles descobrem um domo menor, protegendo o que parece ser um ovo negro. E Norrie tem uma visão de sua mãe, andando pela floresta, quando sabemos que na verdade ela está em casa ajudando no parto da vizinha de Julia, que levou a mulher lá depois de descobrir que a clínica estava fechada.

Essa não é a única visão que o domo causa. O parto prematuro da vizinha de Julia parece ser causado quando a mulher toca na barreira, pensando que o marido estava do outro lado. E mais: as visões do domo são premonitórias! Norrie corre para casa quando vê sua mãe na floresta, e a encontra presa à cama, em estado crítico, prestes a morrer. Sim, a Alice de Samantha Mathis está fora do restante da temporada, ou assim esperamos, uma vez que a série não pode chegar ao ponto em que personagem ressucitam do nada. Do outro lado do episódio, acompanhamos duas subtramas: depois de ser expulso de casa por Big Jim, Junior sai com linda em busca dos desordeiros que mataram Rose e quase estupraram Angie, e o personagem de Alexander Koch (ainda ótimo, against all odds) mostra suas tendências violentas; enquanto isso, o próprio Big Jim tem problemas quando seu velho inimigo/amigo Ollie Dinsmore toma de assalto o estoque de propano da cidade e ameaça a hegemonia do homem forte de Chester’s Mill na liderança.

Não me entendam mal, a escritora Caitlin Parrish certamente faz por merecer sua saída do time de “staff writers” da série e assina um roteiro brilhante no desenvolvimento de personagens. Até o casal Julia/Barbie soa mais convincente, embora a performance de Mike Vogel quase arruine a tocante cena do parto. Parrish conhece esses personagens e sabe lidar com eles, dando o material mais poderoso que atrizes como Aisha Hinds, Mackenzie Litz e a própria Samantha Mathis receberam até agora. As três dão tudo de si em cena e constróem um episódio memorável quase à força bruta, estrelando alguns dos momentos mais genuinamente emocionantes da série até agora.

Até a forma como Parrish lida com a mitologia é interessante. O problema vai ser o quanto Brian Vaughan está disposto a copiar seu próprio trabalho. As coisas podem ficar feias a partir daqui, ou esse pode ser o início de toda uma era gloriosa para Under The Dome. De uma forma ou de outra, não dá para negar que “Imperfect Circles” é um tremendo divisor de águas.

***** (5/5)

imperfect-circles5-710x400

Próximo Under The Dome: 01x08 – Thicker Than Water (12/08)

Caio

0 comentários: