13 de ago de 2013

Review: Under The Dome, 01x08 – Thicker Than Water

ttw9-710x400

ATENÇÃO: esse review contem spoilers!

Às vezes, personagens de televisão tem que fazer escolhas completamente estúpidas para fazer a trama da série caminhar num sentido que os escritores consideram mais interessante de se explorar. Isso não é de forma nenhuma uma virtude, e inclusive pode e deve ser tratada como um tremendo defeito quando a série repete esse recurso para dirigir a trama toda baseada em decisões ruins de personagem. Não é esse o caso de Under The Dome, e as direções na qual “Thicker Than Water” aponta a série são tão promissoras que é fácil perdoar o roteiro de Adam Stein (segundo crédito na série, depois de “Manhunt”) por usar e abusar da estupidez de seus personagens.

Aqui estamos, então, com um episódio em que a saga de Big Jim vs. Ollie Dinsmore chega a um momento decisivo quando o personagem de Dean Morris decide tomar a força o poço artesiano que o fazendeiro não pretende liberar até a cidade toda de Chester’s Mill estar contra o seu arquiinimigo. Pensando em salvar algumas vidas (mas arriscando ceifar muitas outras, caso o plano dê errado), Barbie e Linda acham uma alternativa: entrar sorrateiramente na fazenda de Ollie e explodir o objeto da disputa, o que deve redirecionar a água puxada até la dos outros poços da cidade de volta ao seu lugar original, onde pode ser desfrutada por todos. O problema é que o único explosivo disponível é um agrotóxico que pode contaminar a água da cidade toda, e por isso, como Big Jim bem aponta, esse é um péssimo plano.

Nós, os espectadores, sabemos que a água de Chester’s Mill vai permanecer intacta, porque a série foi renovada para uma segunda temporada, e iria encontrar um beco sem saída muito rápido se seus pesonagens começassem a morrer de sede. O problema é que Barbie e Linda, teoricamente, não sabem que estão em uma série de televisão, e quando resolver seguir com o plano mesmo sem a benção de Big Jim, estão tomando uma decisão incrivelmente burra. Por outro lado, isso leva a uma das cenas de ação mais angustiantes da série, o único momento em que a direção de Jack Bender mostra verdadeiro brilho e ainda proporciona o confronto definitivo entre Big Jim e Junior, em um momento genuinamente tocante (algo que Under The Dome tem mostrado fazer bem) que é estrelado por um Dean Norris brilhante. Além de gerar melhor entretenimento, no entanto, a resolução do conflito aponta a série para um caminho melhor, sem o nasty piece of work que era Ollie Dinsmore como personagem, e o beco igualmente sem saída que ele representava para a série.

Paralelamente, assistimos aos conflitos entre Joe, Norrie e Angie, tratados com tato e só um pouco de mão pesada, no início, pela série. Os diálogos podem estourar um pouco demais a reação de Norrie aos eventos da semana passada, especialmente na enorme racionalização que a leva inicialmente a culpar Joe, mas isso abre espaço para mais um momento de pura verdade emocional mais a frente no episódio. intercalado a isso, a série manda Julia para o campo da mitologia, quando ela e Joe voltam ao mini-domo com o misterioso ovo negro. É uma escolha sábia, porque Rachelle Lefevre segura melhor as pontas quando a série pesa no plot e esquece dos personagens (o que não é ruim, só exige bastante dos atores).

Mesmo com um episódio um tanto bagunçado, a impressão que fica em “Thicker Than Water” é que Under The Dome sabe exatamente o que está fazendo.

**** (4/5)

under-the-dome-thicker-than-water-britt-robertson

Próximo Under The Dome: 01x09 – The Fourth Hand

Caio

0 comentários: