9 de ago de 2013

Review: Wilfred, 03x09 – Confrontation

wilfred-confrontation

ATENÇÃO: esse review contem spoilers!

De muitas formas, família pode ser o céu e o inferno de um individuo. Às vezes, os dois ao mesmo tempo. Não são poucas as séries que tiram todo o seu conflito das rusgas não ditas e das idiossincrassias de convivência de um núcleo familiar, e isso é prova do quão rica a relação entre pessoas que são obrigadas a conviver por virtualmente suas vidas todas pode ser. Não é fácil definir quando Wilfred entrou em modo-drama-de-família, mas é uma parte da série que sempre esteve latente a sua evolução narrativa. Os problemas de Ryan com o pai eventualmente precisariam vir a superfície, e a introdução da mãe mentalmente instável na temporada passado abriu espaço para mais desenvolvimento nesse sentido.

“Confrontation”, convenientemente intitulado, é o episódio em que essa subtrama da série, que sempre atuou em um arco maior e independentemente das histórias semanais, ganha status de fio condutor do capítulo. Poucas séries ousam fazer um episódio temático de Natal fora desse momento do ano, mas Wilfred acerta ao colocar todos os personagens da família Newman juntos na casa de Ryan para celebrar a ocasião: é a oportunidade perfeita, como sempre, para os conflitos de personalidade e mágoas passadas aparecerem à flor da pele. E também, porque essa é Wilfred, para uma subtrama sobre o personagem-título ter uma relação de ódio e medo com o Papai Noel, e para algumas brincadeiras sempre absurdamente ambíguas sobre a mitologia da série.

James Remar, escolhido para interpretar o pai de Ryan, faz um trabalho brilhante aqui, administrando a expectativa da audiência da mesma forma que a própria série faz: subvertendo-a e brincando com o conceito do personagem que é formado na cabeça de Ryan (e do espectador), e cuidadosamente o transformando em mais do que uma caricatura, emprestando-lhe nuances e detalhes. Dorian Brown e Mary Steenburgen fazem trabalhos igualmente equilibrados, embora essa última insista em manter a aparência de personagem fabricada pela psique do protagonista. Por fim, Elijah Wood brilha nas duas cenas em que, fazendo jus ao nome do episódio, confronta ambos seus pais.

Com apenas 4 episódios para o final da quarta temporada, Wilfred está mais do que disposta a continuar a brincadeira com o espectador, sem nunca esquecer de desenvolver os personagens pelo caminho.

***** (4,5/5)

WILFRED: Episode 1: Letting Go (Airs June 28, 10:00 pm e/p). L-R: Wilfred and Elijah Wood. CR: FOX.

Próximo Wilfred: 03x10 – Distance (15/08)

Caio

0 comentários: