30 de set de 2013

Review: Mom, 01x02 – A Pee Stick and an Asian Raccoon

MOM

ATENÇÃO: esse review contem spoilers!

Quando Mom estreou, na semana passada, sua grande qualidade, alardeada pelo nosso primeiro review, era não negar os defeitos de seus personagens e, ainda mais especificamente, não pedir a eles que tentassem mudar. Aqui, essa característica redentora enfrenta o desafio de se moldar a Mom como uma série, e não como uma ideia. A estrutura da televisão serializada, especialmente em um contexto da TV aberta americana, não é exatamente a que mais facilita o desenvolvimento de uma história sólida e coerente consigo mesma. A interferência dos números de audiência, a exigência por certos conceitos formulaicos e até a necessidade de se entregar 20 minutos de comédia semanalmente não são o melhor ambiente para a mente de um escritor aflorar.

“A Pee Stick and an Asian Raccoon” poderia ser um episódio mais uníssono, e até mais fiel à Mom promissora que vimos na semana passada, mas continua tendo ideias bem interessantes, ainda que não exatamente surpreendentes. É possível detectar um pensamento mais ou menos cuidadoso por trás de decisões como fazer o susto de gravidez de Violet (Sadie Calvano) ser mais do que justificado, triplicando assim o jogo de espelhos que compõe a temática principal da série: ao invés de duas protagonistas fortes que representam a maternidade, agora temos três. Calvano segura bem esse posto e se coloca a altura de Faris e Janney.

As duas continuam pegando fogo quando estão juntas, mesmo quando o texto não exatamente ajuda. Os melhores momentos, invariavelmente, vem de diálogos entre Christy e Bonnie, e mesmo que o roteiro favoreça Mrs. Janney com as melhores falas, a performance feroz de Faris é mais do que o bastante para equilibrar o jogo. Há certo pathos na relação das duas que o restante da série ainda está tentando arquivarem outros campos, e está no caminho certo! Outras três boas decisões: inserir crise no relacionamento de Christy com Gabriel (Nathan Corddry), dar mais espaço para o chef de French Stewart (“Stay strong, waitress whose name I do not know!”), e aprofundar o personagem do namorado de Violet.

Mom, como quase toda série iniciante, está lutando para encontrar sua regularidade. Quando o fizer, tem o potencial para ser uma das sitcoms mais bem-desenvolvidas no ar. É só seguir exatamente no caminho em que está agora.

**** (3,5/5)

momAPeeStickandanAsianRaccoon01

Próximo Mom: 01x03 – Courtship in the Age of Chlamydia (07/10)

Caio

0 comentários: