23 de out de 2013

Review: Mom, 01x05 – Six Thousand Bootleg T-Shirts and a Prada Handbag

Mom.2013.S01E05

ATENÇÃO: esse review contem spoilers!

E aqui estamos, finalmente: Mom bane qualquer tentativa de história para se tornar uma coleção de situações baseadas em seus personagens principais lidando com os diferentes problemas e defeitos que acumulam. “Six Thousand Bootleg T-Shirts and a Prada Handbag” não tem exatamente um roteiro, um início definido (o carro de Christy quebrando pode ser considerado dessa forma?) ou um final demarcado. Não há um desenvolvimento da premissa básica da série em direção a um novo destino, não há uma narrativa, e sim uma situação. Mom é a mais pura definição de sitcom no ar na televisão americana.

O que a faz ser deliciosa de assistir em vários momentos é a coleção de virtudes que Chuck Lorre e cia reuniram ao redor da série: a vontade nula de “redimir” seus personagens e fazê-los tradicionalmente simpáticos ao público cria um charme e uma força atrativa para a série que já a justifica por si só; o time de roteiristas tem uma ideia bem clara de como fazer rir nos moldes da sitcom e ainda assim apelar para o público contemporâneo que deixou 30 Rock seguir por 7 temporadas; e o elenco de Mom entrega cada linha de diálogo realçando a emoção básica contida nela, o que só´torna as coisas mais instintivas para o espectador. Em suma, se você não pensar muito sobre Mom, ela é uma série muito bem ajeitada.

O episódio dessa semana se concentra quase inteiramente em Christy, Bonnie e a guest-star Octavia Spencer (The Help) como Regina, uma mulher que mãe e filha encontram nas reuniões da AAA e decidem ajudar. A trama se trança discretamente com o problema maior da falta de dinheiro de Christy, o que gera também as poucas cenas em que Faris contracena com o carismático Matt Jones. O personagem do moço é o pai de Roscoe, filho de Christy, e chega à casa da ex-namorada expondo um novo plano de negócios: comprar Viagras genéricos do México e revendê-los em campos de golfe.

É difícil organizar “Six Thousand Bootleg Shirts and a Prada Handbag” em uma linha narrativa coesa, principalmente porque o episódio não faz questão de construir uma. A mágica consiste em dar algumas boas piadas para Octavia e aproveitar-se da química maravilhosa entre Faris e Janney para levar a série adiante. Não dá para dizer que não funciona, mas episódios anteriores mostraram que Mom tem o direito de ter um pouco mais de confiança em sua habilidade de contar uma história.

Observações adicionais:

- “I’m not asking for the child support you owe me” “Awesome”

- “Ah, cocaine. I miss the 80s”. Por uma versão de Mom com flashbacks para a Bonnie party girl oitentista, já!

- “I saw a lezzbo porn movie that started just like that”

- “Calm down, ladies, you’re both gangsters” Damn right they are!

**** (3,5/5)

20131014_MOM520_1-promos_640x360

Próximo Mom: 01x06 – Abstinence and Pudding (28/10)

Caio

0 comentários: