12 de nov de 2013

Review: Mom, 01x08 – Big Sur and Stawberry Lube

627

ATENÇÃO: esse review contem spoilers!

Para apreciar todas as virtudes de Mom, e sobre o olhar certo elas não são poucas, é preciso lembrar que, fundamentalmente, ela é uma sitcom. Multi-câmera. Com platéia. Feita nos moldes tanto das produções modernas de Chuck Lorre quanto das comédias de sucesso absurdo dos anos 90. Era uma época em que a narrativa televisiva se acomodava em formato episódico, e vivia a sua segunda era de ouro cômica. O deslumbramento com as possibilidades dessa forma de fazer comédia era tão grande que sobrava pouco espaço para o desenvolvimento de personagens em uma linha continua de narrativa. Serialization, como se chama hoje em dia.

No meio desses dois mundos, Mom mostra a vontade de cirar arcos mais amplos para seus protagonistas, mas tropeça ao mesmo tempo na tradição de se manter essencialmente ágil na construção e desconstrução das narrativas pelas quais eles se movimentam. Por isso “Big Sur and Strawberry Lube” coloca um freio e uma conclusão temporária para a trama romântica entre Christy e Adam, na tentativa de criar inícios e finais definidos para momentos na vida desses personagens. É como uma serialização por blocos, meio iniciante, e pode cheirar a preguiça de desenvolver mais e melhor as tramas, mas Mom se esquiva disso ao aplicar uma lógica muito clara e honesta a determinados desenvolvimentos.

Embora o episódio todo gire em torno de Christy e Adam se aproximando de sua primeira transa (inevitável quando ele a convida para ser sua acompanhante em um casamento fora da cidade, onde passariam um fim de semana em um hotel), é nas inseguranças e na questão de identidade mal resolvida da personagem de Anna Faris que os dois tropeçam no caminho para consolidar o relacionamento. Algo que Mom sugeriu algumas semanas atrás, e que faz questão de lembrar ainda nesse episódio, em uma ótima cena de Christy e Bonnie numa reunião do AAA.

A série de Lorre, Faris, Janney e cia não está livre dos preceitos e defeitos do formato da siitcom, só lida com eles de maneira muito mais inteligente do que muita gente lhe dá crédito. E, no caminho, constrói personagens que podemos entender e nos identificar.

Observações adicionais:

- “Adam Hency plus One-derful”

- “Oh, damn, my penis just said ‘yipee’”

- “A penny for your thoughts. A thousand dollars for your tushy”

- “You really need to go to the sexual herrasment workshop” “If I go, will you sleep with me?”

- A subtrama da semana coloca uma “resolução” também na trama de Christy e Gabriel, indicando que ela pode levar a lugares bem mais produtivos do que inicialmente prometia.

- “Listen to your Dad. Unless it’s against your better judgement”

- Mom encontra um momento de glória quando Allison Janney e Justin Long dividem sua primeira cena, ambos no topo de sua comédia física.

- “Should we start simple, guy on top, or should we go straight to Cirque de Soleil?”

**** (4/5)

MOM

Próximo Mom: 01x09 – Zombies and Cobb Salad (18/11)

Caio

0 comentários: