24 de dez de 2013

Top 05: Músicas da Sia que marcaram 2013

Downloads19

por Caio Coletti

Beyoncé? Katy Perry? Lady Gaga? Acho que não. 2013 foi o ano de uma australiana nascida em 1975, pelo menos uma década antes de todas as divas da nova geração, mostrar quem manda no mundo pop. Depois de treze anos seguindo uma carreira solo cheia de pequenas pérolas, mas nunca apreciada como deveria, Sia Furler resolveu pular da frente dos microfones para o backstage, investindo em fazer nome como compositora. Desde 2011, a aposta está funcionando às mil maravilhas. Hoje, difícil é achar um bom álbum pop que não tenha a mão de Furler em pelo menos uma das composições.

Para celebrar essa artista incrível que resolveu ceder seu talento a tantas outras (e rendeu a genial capa dupla da Billboard Magazine de Novembro, reproduzida aí em cima), selecionamos 5 músicas de 2013 que só existem do jeito que são graças a ela. E também aproveitamos pra indicar uma música da carreira solo da Sia pra cada uma das composições da moça nesse ano:

“Pretty Hurts” (Beyoncé, Beyoncé)

A maior revolução pop do ano abre os trabalhos com uma co-composição de Sia. E mais: “Pretty Hurts” pode muito bem ser uma das baladas mais épicas e emocionais do ano, com uma mensagem anti-padrões-de-beleza que tem tanto a ver com Beyoncé quando com Sia. Ao passo que a artista americana queria desconstruir sua imagem de ideal feminino inatingível logo no começo, ao se rebelar contra as convenções contemporâneas de beleza, a australiana coloca na canção seus próprios ideais e experiências como uma aspirante a estrela pop muitas vezes subestimadas por sua aparência.

Co-compositores: Beyoncé Knowles, Joshua Coleman

Trecho-chave: “You can’t fix what you can’t see/ It’s the soul that needs a surgery”

Quem gosta pode ouvir: "Breathe Me", do álbum Colour The Small One (2004)

“Perfume” (Britney Jean, Britney Spears)

Não são muitas compositoras que conseguiriam colocar Britney Spears fora da sua zona de conforto em um momento tão estável e bem-resolvido da carreira. A vontade de ter Sia no time do seu novo álbum, no entanto, gerou para a princesa do pop um dos melhores singles de sua carreira recente, a balada “Perfume”. Com uma letra esperta e ecos de “Criminal”, outro bom single em uma fase ruim, a nova canção registra um dos vocais menos manipulados e mais “puros” de Britney em tempos, e é surpreendente perceber que a voz da moça não é ruim. Não bastasse isso, o refrão ainda consegue ser grudento e épico ao mesmo tempo.

Co-compositores: Britney Spears, Chris Braide

Trecho-chave: “I want to believe/ It's just you and me/ Sometimes it feels like there's three/ Of us in here, baby”

Quem gosta pode ouvir: "Soon We'll Be Found", do álbum Some People Have Real Problems (2007)

“Double Rainbow” (Prism, Katy Perry)

Em meio às referências religiosas-esotéricas do Prism, o iluminado novo álbum de Katy Perry, “Double Rainbow” é um destaque óbvio. Primeiro, porque a melodia é algo que se destaca de todo o restante do álbum, dando à cantora a oportunidade de entregar uma interpretação sensível e delicada como nenhuma outra no (brilhante) disco. Nenhuma outra compositora além de Sia, é razoável dizer, saberia combinar palavras como “pehnomenon”, “striking” e a titular expressão “double rainbow” em uma alegoria romântica tão bem arranjada. A produção suave ajuda bastante, mas é mesmo na poesia de Sia e seus co-compositores que a faixa brilha.

Co-compositores: Katy Perry, Greg Kurstin

Trecho-chave: “Words are phenomenon when you came along/ Yeah, our chemistry was more than science/ It was defining, loud like lightning, it was striking/ You couldn’t deny it”

Quem gosta pode ouvir: "You've Changed", do álbum We Are Born (2010)

“Breathe” (Alive, Jessie J)

Jessie J é uma compositora de mão cheia, e mesmo com a recepção fria, Alive, o último álbum da moça, está cheio de pérolas a serem descobertas. Nenhuma mais preciosa que “Breathe”, no entanto, em que Jessie se junta a Sia para criar uma das power ballads mais marcantes do ano. Com um refrão arrasador e a interpretação perfeita de Jessie, a canção ganha um polimento épico que parece ser a constante a acompanhar todo o trabalho de Sia nesse ano. Os versos rápidos típicos do R&B completam a mistura de uma das parcerias mais legais de 2013.

Co-compositores: Jessie J, StarGate

Trecho-chave: “It's crysal clear with you, nothing's a blur/ Just inhale me to your world/ And blow it up”

Quem gosta pode ouvir: "Clap Your Hands", do álbum We Are Born (2010)

“Cannonball” (Louder, Lea Michele)

Louder, o álbum, está marcado para 28 de Fevereiro, mas deixar de colocar “Cannoball” nessa lista seria injustiça, além de uma oportunidade perdida, uma vez que Sia é creditada em outras três das onze faixas da tracklist do álbum. A parceria com a estrela de Glee e cantora-treinada-na-Broadway Lea Michele parece ter rendido bons frutos, a julgar por esse primeiro single brilhantemente ritmado, feito sob medido para mostrar a voz poderosa da moça. A mensagem de superação da letra fala alto aos fãs que acompanharam a via crúcis de Lea ao perder o amigo e ex-namorado Cory Monteith, mais cedo nesse ano.

Co-compositores: Benny Blanco, StarGate

Trecho-chave: “And now I will start living today/ Today, today, I close the door/ I got this new beginning and I will fly/ I’ll fly like a cannonball”

Quem gosta pode ouvir: "You Have Been Loved", do álbum Some People Have Real Problems (2007)

0 comentários: