30 de jan de 2014

Chanel e Dior inovam misturando tênis e alta-costura

1 (1)

por Isabela Bez

Grand Palais, Paris, 21 de Janeiro de 2014. Um gigantesco espaço circular abre-se diante da plateia dividida em fileiras enquanto a orquestra de Sebastian Tellier toca no encontro de duas escadas. No topo, Cara Delevingne está parada vestindo uma saia um pouco acima dos joelhos, uma jaqueta-bolero e, surpresa, tênis nos pés. A música aumenta e Cara, sorridente, desce as escadas saltitante, vai de encontro à plateia, gira em um movimento usual e retorna de onde veio. Todas as modelos repetem o mesmo ciclo de Cara, como se fosse algo natural a elas. Impossível não sorrir ao vê-las sorrirem.

É algo fresco, emocionante, original, moderno. Enquanto a maioria dos desfiles requer saltos agulha, carão e muita pose, Karl Lagerfeld quebrou os princípios não só pelo fato de colocar tênis feitos para se exercitar num desfile de alta-costura, mas também por transformar completamente o estado de espírito desse tipo de acontecimento fashion. Quer mais? Algumas modelos ainda usavam joelheiras e pochetes.

2 (1)

A silhueta da mulher Chanel foi mantida bem simples. Segundo Karl, o corpete entre a saia e a jaqueta cropped era flexível para deixar a mulher ainda mais confortável. Após metade do desfile, alguns vestidos de tons escuros com franjas e plumas holográficas surgiram para alterar um pouco o mood romântico, mas longos tons pastel fecharam o desfile. Um deles, aliás, era vestido por Cara Delevingne. De noiva, a modelo encerrou o grande show de mãos dadas com uma criança e Karl Lagerfeld enquanto a plateia aplaudia. Fizeram história.

3 (1)

No dia anterior, mais focado nas roupas do que no ambiente, Raf Simons também optou por misturar tênis com alta-costura. Pairando entre tons de preto e branco, seus tecidos com muitos recortes e sobreposição passavam longe de serem lisos. Além de longos, vestidos mullet e macacões também fizeram parte do desfile. O tênis, que era enfeitado com pequenas pedras, apareceu em somente cinco looks, ao contrário da Chanel, que disse não aos saltos.

Fora das passarelas, a moda de rua vem lentamente adaptando o tênis em looks do dia-a-dia. O movimento ainda não tomou força, mas promete: Alexa Chung, veterana em lançar tendências com repercussão mundial, adotou um par para chamar de seu duas semanas antes da semana de moda de Paris. Além dela, vários apaixonados por moda tentaram tiveram sucesso em criar looks de rua com tênis esportivos. Quando se trata de calçados arriscados fora da academia, é difícil saber se a tendência vai pegar, mas depois de aparecem no verão alta-costura de duas grifes icônicas, o que representa um lugar nunca antes tocado pela moda, é correto afirmar que a porta está aberta para possibilidades.

4

0 comentários: