6 de fev de 2014

Review: Person of Interest, 03x14 – Provenance

"Provenance" -- Reese (Jim Caviezel, right) rejoins Finch (Michael Emerson, left) in New York, but when the team receives the number of a highly skilled antiquities thief, a surprising turn of events finds them planning a heist which could land them all in jail, on PERSON OF INTEREST, Tuesday, Feb. 4 (10:01 – 11:00 PM ET/PT) on the CBS Television Network.  Photo: Giovanni Rufino/WBEI © 2013 WBEI. All rights reserved.

Curta Person of Interest Oficial Brasil no Facebook

ATENÇÃO: esse review contem spoilers!

por Caio Coletti

“Provenance” é o primeiro episódio puramente número-da-semana que Person produz desde “The Perfect Mark”, seis capítulos e três meses atrás. É um testamento ao quanto essas histórias mais integradas com a grande trama da série fizeram bem a sua constituição que, agora “de volta aos negócios”, Person seja uma narrativa muito mais instigante, com personagens muito melhor definidos e a mesmíssima capacidade de surpreender a cada novo ângulo que joga sob sua premissa. Ajuda, é claro, que o time de roteiristas da série consiga emprestar carisma e uma história realmente interessante ao número da vez, embrulhando um episódio bastante divertido em um verniz de boas escolhas narrativas.

O episódio é assinado por Sean Hennen, na sexta colaboração com a série, e foca em Kelli Lin (Elaine Tan, conhecida na Inglaterra pela novela EastEnders), uma ladra de arte que usa como disfarce um negócio de planejamento de eventos. O roteiro tem a delicadeza de não abrir todo o jogo nos primeiros 10 minutos, deixando o espectador acreditar que Kelli age sozinha até descobrir que todos os seus crimes são ordenados por uma gangue que tem sua filha pequena sob custódia. A boa atuação de Tan ajuda a vender a história, mesmo que o episódio dessa semana seja uma imensa salada de etnias e não tenha medo de ser pulp (uma gangue tcheca! uma ladra chinesa! um agente da Interpol francês!). Durante o episódio, a história de Kelli ganha pathos, e desemboca em uma resolução muito satisfatória emocionalmente.

Claro, isso tudo é uma bem engendrada distração para a verdadeira razão de existir do episódio, que consiste basicamente em fazer a equipe de Finch, Reese, Shaw e Fusco se unir novamente. Ao descobrirem as motivações de Kelli, nossos protagonistas precisam completar o último trabalho que ela havia prometido à tal gangue tcheca, que inclui roubar a Bíblia de Guttenberg das instalações de uma empresa de segurança. É claro que Person lida com esse ângulo tecnológico com maestria, mas o diretor Jeffrey Hunt (também no seu 6º crédito em Person) não deixa escapar a brincadeira de gênero que o episódio faz com esses personagens. O planejamento e a execução do roubo são levados por trabalho de câmera ágil, tiradas espertas do roteiro e uma trilha sonora dinâmica, no melhor estilo dos filmes do gênero.

Bem-humorado, cheio de senso de história e brilhantemente executado, “Provenance” é um dos melhores e mais divertidos episódios número-da-semana de Person em tempos. Resgata informações e relações entre esses personagens que são saborosas de assistir (destaque para a discreta rivalidade entre Reese e Shaw, sempre um deleite para Sarah Shahi e Jim Caviezel), e não se esquece de tudo o que aconteceu a eles nos últimos episódios. Mantendo-se assim, a terceira temporada de Person pode muito bem ser a melhor peça de televisão do ano.

✮✮✮✮✮ (4,5/5)

person-of-interest-episode-3-14-provenance-promotional-photos-10_full

Próximo Person of Interest: 03x15 – Last Call (18/02)

1 comentários:

Anônimo disse...

Melhor série da TV aberta, juntamente com TGW. O Problema é que muitos blogs de séries só valorizam programas da TV à cabo americana, dando pouco espaço pra uma série espetacular como essa. Parabéns pela review, excelente, pretendo acopanhar sempre.