5 de mar de 2014

Review: Mom, 01x18 – Sonograms and Tube Tops

MOM

por Caio Coletti

ATENÇÃO: esse review contem spoilers!

Existe um motivo sólido (embora não seja uma justificativa válida, são coisas diferentes) para a imensa maioria das comédias televisivas americanas focarem em personagens de classe média ou alta – Hollywood é muito medrosa. A ideia de abordar problemas de famílias e protagonistas menos favorecidos socio-economicamente sob uma perspectiva cômica arrepia os cabelos dos executivos de Los Angeles, que temem ser acusados de fazer graça às custas das classes inferiores a deles. As duas corajosas exceções a essa regra, não à toa, são também as duas sitcoms mais adoráveis da atualidade: Raising Hope e Mom. E ambas escapam da armadilha que os chefões de Hollywood tanto temem do mesmo jeito.

Foquemos na nossa série em questão, e é fácil perceber o quanto Mom se apóia em situações criadas diretamente a partir da falta de recursos da sua família principal e, ao mesmo tempo, o quanto essas premissas se estendem para compreender que esses personagens não são exclusivamente definidos por sua condição social. É nessa dualidade que mora o trunfo de Mom, assimi como em uma outra, entre humor e drama. Seria fácil acusar a série de Chuck Lorre de zombar de seus protagonistas se ela não os fizesse sentir na pele as consequencias dramáticas do ambiente ao seu redor – do alcoolismo de Christy ao seu reencontro com o pai, e agora a gravidez de Violet, Mom faz questão de ser bastante realista (sério!), e ganha muitas prerrogativas com isso.

Dito isso, “Sonograms and Tube Tops” não está no meu top 5 de episódios de Mom nessa temporada que vai se aproximando do final, simplesmente porque o foco na trama da gravidez de Violet nunca foi o aspecto mais forte da série. Sadie Calvano tem feito um trabalho ótimo que merece mais espaço, e pessoalmente eu espero que, em tramas futuras que não tenham a ver com essa gravidez, a atriz brilhe tanto quanto Anna Faris e Allison Janney. O episódio dessa semana a retrata em estado de negação conforme o momento de dar a luz vai chegando, e aplica uma bem-pensada reviravolta ao fazê-la decidir dar o bebê para adoção.

Essa escolha de roteiro abre espaço para um conflito muito mais interessante, com Christy admitindo que via o futuro neto como uma forma de redimir os erros que cometeu com os filhos, e em seguida admitindo que na verdade Violet é a sua chance de fazê-lo (o que gera uma cena extremamente doce e tocante entre Faris e Calvano). Além disso, porém, esse caminho abre espaço para Mom se livrar do assunto no finale da temporada, que com certeza será focado no nascimento do bebê, e ainda dar significado para uma trama que nunca funcionou muito bem. Manobra acertadíssima, senhor Lorre.

Observações adicionais:

- “Speak quickly, I’m bored”

- “Excel?” “At what?”

- “I really wanna drink right now” “Shut up, you got pudding”

- “I told them I don’t want my kid being raised by religious fanatics. I want it raised by homossexuals!”

✮✮✮✮ (4/5)

anna-faris-sadie-calvano-mom-cbs (1)

Próximo Mom: 01x19 – Toilet Wine and the Earl of Sandwich (17/03)

0 comentários: