29 de ago de 2014

Supernatural está chegando à décima temporada – mas já terminou faz tempo

894iT2SRcz2

ATENÇÃO: esse texto contem spoilers!

por Paulo Cartaxo

Por incrível que possa parecer, Supernatural está chegando à décima temporada com uma legião de seguidores. E não são quaisquer fãs. Divididos em dois grupos, há aqueles que consideram a série fenomenal do começo ao fim, mesmo com seus problemas cronológicos no início, falta de foco e algumas perguntas não respondidas (Chuck Shurley seria Deus?). Do outro lado há os que assistem por hábito, uma espécie de guilty pleasure, pois a série, na realidade, terminou durante a quinta ou a sexta temporada. O resto são episódios de outra dimensão que fogem totalmente da trama principal: morte da mãe dos irmãos Winchester por ter descumprido o pacto que fez com o ex-demônio dos pactos, que agora é rei do inferno, Crowley (Mark Sheppard), para ressuscitar o próprio pai dando o filho caçula, Sam (Jared Padalecki), como receptáculo para Lúcifer (Mark Pellegrino).

Tratando-se de uma série de suspense, Supernatural não deixa a desejar. Abusando de pequenos conflitos e mistérios aleatórios que geram um hiato até retomar o enredo principal, é possível dizer que Supernatural é um Scooby-Doo para adultos. Com sangue, mortes, torturas, demônios e tudo o que tem direito. Ah, é claro, também ressurreições, sim, no plural, aos montes. Talvez tenha perdido um pouco de crédito ao pecar nisso. Já perdemos as contas de quantas vezes os protagonistas morreram e voltaram por causa de alguma ferramenta nova. Se eles morressem agora ninguém encararia de modo sério.

supernatural-season-9-poster-wallpaper-1

A nona temporada girou em torno de Metatron (Curtis Armstrong), bancando uma de Deus e tentando virar um storyteller. Tivemos Crowley mais coadjuvante do que nunca, quem conhece seu legado sabe que ele é melhor do que isso, e Castiel (Misha Collins) criando sua armada contra Metatron. A série terminou bem morna, deixando apenas um gancho para a próxima temporada como algo que possa a vir ser cativante: Dean (Jensen Ackles) finalmente como um demônio. Já vimos os portões do inferno serem abertos e fechados; viagens no tempo; anjos que caem do céu, anjos que sobem ao céu; anjos serem imortais, virarem mortais, morrerem e serem ressuscitados; uma possível aparição do misterioso Deus em forma de profeta e vários outros fatores que levam a crer que a série já esgotou todas as possibilidades mitológicas – principalmente as que são sustentadas pela rivalidade de irmãos –, afinal, em algum momento as histórias chegam ao fim, ou Dean e Sam matam todos que não são humanos, e até alguns que são.

A partir do dia 07/10 Supernatural volta ao ar pela The CW com Dean sendo um demônio completo e possuidor da First Blade, arma suprema (até o momento) entre os demônios. Vale lembrar que Jared Padelecki afirmou recentemente que essa temporada trará fortes emoções, levando a crer que esta não será a última vez que ouviremos o sotaque britânico de Crowley ao saudar seus garotos preferidos.

tumblr_mp521nhmzH1r33ly1o2_500

Próximo Supernatural: 10x01 (07/10)

1 comentários:

Renan Barreto disse...

Cara, pra mim a série terminou no quinto ano. Depois ficou muito chata. Não sei se foi o foco da história que se perdeu ou se o conteúdo é que ficou aquém do esperado. Crowley e o demônio de olhos amarelos são excelentes, assim como o próprio Castiel. No entanto, além disso, tudo fica um pouco mais chato. É uma série de guilty pleasure mesmo. Escreveu muito bem e adorei o layout novo. Tá maneiraço.