4 de ago de 2014

Wilfred 4x07: Responsibility

wilfred_season_4_episode_7_1280x720

ATENÇÃO: esse review contem spoilers!

por Caio Coletti

“Ao impor uma responsabilidade muito grande, ou uma responsabilidade inteira em si mesmo, você se esmaga” (Franz Kafka, escritor húngaro)

“Responsibility” é o episódio mais fraco de Wilfred nessa quarta temporada, e é um atestado a força excepcional desse ano derradeiro da série que, mesmo assim, o capítulo tenha uma virada emocional e um final absurdista extremamente eficientes. No mesmo espírito que os anteriores, os excelentes “Patterns” (review), “Forward” (review) e “Answers” (review), essa sétima de dez entradas da temporada procura fechar um ciclo de personagem sem perder a meada dos grandes temas da série, entre eles a relação de confiança entre Ryan e Wilfred, a questão da percepção dos personagens ao redor do protagonista, e a mitologia propositalmente inflada ao redor da trama. Wilfred pode posar como uma série de mistério, mas é essencialmente uma dramédia de relacionamentos, e sabe muito bem disso.

O episódio da semana trata de trazer de volta a mãe de Ryan, agora interpretada por Mimi Rogers (Austin Powers), na segunda mudança de elenco que a série faz em dois episódios. A estratégia pode muito bem ser proposital: com a recente clareza que vem guiando seus atos, talvez o nosso protagonista veja, agora, a verdadeira face de seus coadjuvantes. Legal também é ver como esses novos atores trazem perspectivas diferentes aos personagens, e a Catherine de Mimi Rogers é uma mulher muito mais doce e conectada a realidade do que a de Mary Steenburgen jamais foi permitida de ser. O conflito com a filha Kristen (Dorian Brown na sua melhor atuação nesses quatro anos de série) começa quando Catherine decide que é hora de deixar a instituição psiquiátrica para trás e reconstruir sua vida.

“Responsibility” serve simultaneamente como um fechamento de ciclo para a família de Ryan, que se vê mais unida do que nunca no final do episódio, como uma revelação de personagem intensa para Kristen (num momento genuinamente tocante como foram todos os de incursão emocional nessa última temporada), e como mais uma lição aprendida pelo protagonista. O problema do episódio é essa última parte. O roteiro de Jack Kukoda (Community) abusa de uma estrutura que os fãs de Wilfred já conhecem até exaustivamente bem, jogando algumas ótimas piadas em uma storyline que segue o mesmo caminho que já percorremos dezenas de vezes nesses 4 anos.

Se não fosse isso, “Responsibility” – com a sua virada final tétrica e a seu elo a mais adicionado na corrente que vai concluir a série – seria mais um em uma sequencia incrível de episódios engatada por Wilfred. Do jeito que saiu, é só um prazer pela metade.

Observações adicionais:

- “Speaking of nuts…”

✰✰✰✰ (3,5/5)

960-2

Próximo Wilfred: 4x08 – Courage (06/08)

0 comentários: