9 de out de 2014

Gotham 1x03: The Balloonman

GOTHAM: Detectives Harvey Bullock (Donal Logue, L) and James Gordon (Ben McKenzie, R) leave the GCPD princint in the "The Balloonman" episode of GOTHAM airing Monday, Oct. 6 (8:00-9:00 PM ET/PT) on FOX. ©2014 Fox Broadcasting Co. Cr: Jessica Miglio/FOX

ATENÇÃO: esse review contem spoilers!

por Caio Coletti

Uma das coisas que a trilogia de Christopher Nolan entendeu tão bem sobre o Batman é que a história do Homem-Morcego de Gotham City é essencialmente uma história de esperança em meio ao desespero. Como boa parte das grandes narrativas, aliás, a do (anti-)herói criado pela DC Comics nos apresenta um cenário devastado e sujo, dominado por trevas e desolamento, e logo em seguida nos mostra um homem que sabe exatamente do quê esse cenário precisa para, mesmo que muito lentamente, fazer seu caminho de superação. Com seu terceiro episódio, “The Balloonman”, Gotham mostra que também entende esse cerne do universo que retrata, e faz um trabalho excepcional em transplantar a força motriz dessa narrativa de Bruce Wayne para Jim Gordon.

Antes de qualquer coisa, a série da FOX é uma gema de sutileza na forma como introduz conceitos sombrios em pleno horário nobre da televisão aberta americana. Não há ato sem consequência no mundo de Gotham, e isso se percebe na forma como o falso assassinato de Oswald Cobblepot, o futuro Pinguim, reflete em Gordon. A investigação da dupla de policiais do Major Crimes parece um mero dispositivo de narrativa, mas o developer Bruno Heller orienta o roteirista John Stephens (Gossip Girl) no sentido de fazer tal dispositivo funcionar também como uma forma de desenvolver e refletir o protagonista da série. Durante os 43 minutos de “The Balloonman”, Gordon passa pelo dilema fundamental que sempre foi o do seu personagem: em Gotham não basta ter fé na lei, mas será um vigilante mascarado, a justiça pelas próprias mãos, a saída para isso? A sombra de Oswald sobre o personagem só delineia essa colocação moral, fazendo Gordon duvidar de si mesmo enquanto precisa encarar a estrutura corrupta a sua volta, que tenta lhe absorver.

A trama da semana também é cuidadosamente escolhida. O episódio começa quando Gotham City se depara com o primeiro vingador mascarado de sua história, o The Balloonman do título, que elimina figuras notavelmente corruptas da cidade de uma forma bem particular. O roteiro faz um trabalho impecável em destacar o quanto essa corrupção se alastra por todos os níveis da metrópole, se tornando até, de maneira assustadora, parte de sua identidade. “This is Gotham” é uma frase que se ouve muito nessa terceira entrada da temporada, e é impressionante perceber o quanto esses personagens tem consciência da corrupção a sua volta e, tendo convivido com ela por tanto tempo, a aceitam como um dado imutável do local em que vivem. É como se o problema estivesse na cidade, e não nas pessoas, e é com essa noção que o Gordon do sempre superlativo Ben McKenzie se confronta diretamente.

Com a ajuda do diretor Dermott Downs (The Tomorrow People), um ex-diretor de fotografia que mostra perícia absurda com a câmera, Gotham City se torna uma personagem muito mais viva (nem que seja só porque é muito mais observada) nesse “The Balloonman”, e é muito oportuno que seja assim, porque a história que o episódio tem para contar se conecta muito à noção que cada um desses personagens tem desse ambiente. Enquanto as brigas internas da máfia continuam, com o confronto entre Fish Mooney e Carmino Falcone parecendo cada vez mais eminente (mas é bem claro que a série quer cozinhar essa trama bem devagar, esperando recompensas no futuro), o retorno de Oswald para Gotham é marcado por um grande suspiro e uma exclamação: “Home!”. Poucas vezes um vilão do Batman foi representado de maneira tão sucinta e simbólica – para o astuto, escorregadio e oportunista Pinguim que Gotham nos apresentou, a metrópole mais insalubre e imoral do mundo da ficção é mesmo um ótimo lar.

E é assim, em 43 minutos de puro brilhantismo, que a produção da FOX se estabelece não apenas como uma ótima série de TV, mas como parte legítima e integrada de um legado muito maior. Gotham se tornou, com rapidez impressionante, um Batman de primeira.

Observações adicionais:

- O episódio trouxe também as melhores cenas estreladas pelo jovem Bruce e pelo mordomo Alfred até agora. A atuação cativante de Sean Pertwee (Equilibrium) brilha, e o garoto David Mazouz (Touch) finalmente tem a chance de explorar a profundidade de sua atuação como um Bruce que começa a juntar referências para sua futura formação. Como tudo em Gotham, essa parte fundamental da mitologia está sendo desenvolvida com excelência surpreendente.

✰✰✰✰✰ (5/5)

GOTHAM: Oswald Cobblepot (Robin Lord Taylor) finds a new job in the "The Balloonman" episode of GOTHAM airing Monday, Oct. 6 (8:00-9:00 PM ET/PT) on FOX. ©2014 Fox Broadcasting Co. Cr: Jessica Miglio/FOX

Próximo Gotham: 1x04 – Arkham (13/10)

0 comentários: