24 de jan de 2015

Previsões para o Oscar 2015: Melhor Figurino

harpersPeças de O Grande Hotel Budapeste

por Guilherme Trajano

Nos últimos três anos, uma tendência nada nova reina nesta categoria da cerimônia de premiação do The Academy Awards: filmes de época com figurinos ricos em detalhes, joias verdadeiras, peles e grifes, muitas grifes.

Em 2013, O Grande Gatsby (Baz Luhrman, Moulin Rouge) levou a estatueta nesta categoria pelo figurino de Catherine Martin, esposa de Baz Luhrman. O figurino completo deste filme foi confeccionado pela Prada e as joias foram todas de uma coleção exclusiva que a Tiffany & Co. criou para a película. Já em 2012 o vencedor foi Anna Karenina (Joe Wright, Orgulho e Preconceito) figurino de Jacqueline Durran, onde as jóias foram cedidas pela Chanel a partir de sua coleção de alta-joalheria. Por fim, em 2011, O Artista (Michel Hazanavicius, OSS 117 : Rio ne Répond Plus) contou com figurino de Mark Bridges (O Lado Bom da Vida) sendo este o menos grifado dos filmes, onde o figurinista encontrou no filme mudo um modo com que as roupas ganhassem voz e pudessem contribuir com a trama.

Os indicados:

Milena Canonero, por O Grande Hotel Budapeste
(9ª indicação, 3 vitórias)
Mark Bridges, por Vício Inerente
(2ª indicação, 1 vitória)
Colleen Antwood, por Caminhos da Floresta
(11ª indicação, 3 vitórias)
Anna B. Sheppard, por Malévola
(3ª indicação)
Jacqueline Durran, por Mr. Turner
(4ª indicação, 1 vitória)

o-grande-hotel-budapeste-21

Aposte em
Milena Canonero, por O Grande Hotel Budapeste

Milena é três vezes vencedora do Oscar de Melhor Figurino, por Maria Antonieta (2006) de Sofia Coppola, Carruagens de Fogo (1982) e Barry Lyndon (1975). O filme de Wes Anderson retrata um hotel nos alpes austríacos no período pré-Segunda Guerra, onde se desfilam muitos casacos de pele, sobretudos negros como carvão e uniformes púrpura, mas engana-se quem pensa que são apenas peças confeccionadas para o filme, o figurino do filme foi todo produzido pelas mãos dos artesãos da Fendi e da Prada, que também produziu as malas e baús mostrados no filme.

REVIEWTRAILER

280514maleficent4

Torcemos por
Anna B. Sheppard, por Malévola

Anna B. é a responsável pelo figurino de Bastardos Inglórios (Quentin Tarantino) pelo qual levou o Saturn Awards. É interessante notar que o figurino sofre sutis mutações ao longo do decorrer do filme, conforme a trama se desenvolve e se torna mais sombria, os tons e texturas se modificam. Malévola quando criança possui belas asas e vestes em tons de marrom dando uma impressão harmônica em contato com a natureza. Logo que perde suas asas tudo se torna negro, seu vestido é estruturado, rígido como sua personalidade, os demais personagens também passam a se vestir de preto assim que Malévola lança sua maldição sobre a princesa aurora. Há de se notar também que os detalhes possuem uma característica orgânica: as asas, o colarinho e os chifres todos tem uma textura que os aproxima do real.

REVIEWTRAILER

1401x788-MCDBIEY_EC005_H

Esqueceram de
Colleen Antwood, por Olhos Grandes

Colleen Atwood detém a estatueta de melhor figurino por três trabalhos: Chicago (2002), Memórias de Uma Gueixa (2005) e Alice no País das Maravilhas (2010), sendo uma veterana da premiação é praticamente ultrajante ter sido deixada de lado nesta categoria. Olhos Grandes é uma trama retratada nos Estados Unidos dos anos 1960, e o figurino conta com vestidos de silhueta new look com cintura marcada, busto ajustado, saia rodada e cores fortes. O figurino impressiona através da simplicidade eloquente do filme, tudo é muito bem ajustado e adequado para a época e mais importante, para seus personagens.

TRAILER

0 comentários: